PT ES EN

+55 47 3275-3541

Por que algumas cidades têm como padrão 220v e não 110v?

Por que algumas cidades têm como padrão 220v e não 110v?

15.10.2018

É fato que muitos de nós quando vamos viajar, principalmente de um estado para outro ou do Brasil para o exterior temos que estar preparados, pois é comum termos algum tipo de dificuldade com a diferença de tensão.

Ao nos deparamos com essa situação a pergunta que vem a cabeça é: por que algumas cidades têm como padrão 220v e não 110v? Para responder ao questionamento, precisamos recorrer a história, pois é de lá que vem a resposta!


Conheça um pouco da história da energia elétrica


De um lado, está Thomas Edison e do outro Nikola Tesla. Edison, o inventor da lâmpada elétrica, tinha muita preocupação com o tema segurança e, por isso, ele era defensor do sistema de corrente contínua (DC) 110v, que apesar de ser mais seguro, apresentava menor eficiência.

Por sua vez, Tesla que tinha sido funcionário de Edison, defendia o sistema de corrente alternada (AC), ou seja, com 220v, porque ele é capaz de levar a energia para uma distância muito maior.

No entanto, o problema é que como faz uso de uma tensão mais alta, era preciso investir mais para evitar acidentes. Então, foi em 1880 que a diferença entre as tensões surgiu!

Tesla saiu vitorioso na disputa, devido ao fato de sua transmissão ser mais eficiente quando o assunto são longas distâncias. Em algumas cidades no Brasil, o padrão 220v é usado, porém tanto em partes do nosso país como em outros, foi mantido o “padrão americano” de 110 volts.

A corrente AC de Edison pedia cabos mais caros e mais fortes, pois precisam ser feitos de cobre puro e o que chegava as residências era uma voltagem menos perigosa, porém menor.

Chamada de “padrão europeu” (220 volts), a proposta de Tesla tinha mais tensão e um menor número de perdas, porém não era tão segura, ainda mais em um período em que a eficiência energética não era uma marca.

Por que algumas cidades têm como padrão 220v e não 110v? A resposta está na escolha feita pelas companhias elétricas, pois foram elas as responsáveis por montar suas redes elétricas e elas é que escolheram qual seria a tensão.  

O fato é que depois que a decisão foi tomada, a mudança é quase um caminho que não tem volta, pois após ter sido instalada as imensas estações de energia e as linhas de transmissão, reformar tudo isso e trocar os equipamentos das pessoas não é uma missão tão fácil, concorda?


Cidades mais jovens optam pela tensão em 220v


Por que algumas cidades têm como padrão 220v e não 110v? Porque esses municípios são mais jovens e optarem por ter um padrão com diferença de tensão maior. Sem falar que atualmente, a segurança no emprego da eletricidade é muito maior do que nos anos de 1880.

Sendo assim, fica fácil entender, porque no Brasil não há um padrão único quando o assunto é tensão, pois quem definiu isso foram as primeiras concessionárias de energia elétrica que começaram a operar há mais de dois séculos.